Suspeito De Estuprar Criança É Esquartejado E Carbonizado

BANNER – BINOTTI
PAX

Revoltados com a morte de Elcleciane Nascimento Duarte, de 10 anos, ocorrida na tarde da última quinta-feira (16), após a criança ser estuprada e asfixiada, moradores de Fonte Boa (município distante 678 quilômetros em linha reta de Manaus), queimaram viaturas, depredaram a delegacia da cidade e invadiram o local para matar o principal suspeito do crime: Ronald Gomes Borges, de 28 anos. Ele foi morto em via pública, na noite de sexta-feira (17), e teve o corpo esquartejado e depois queimado.

Conforme vídeos, que circulam nas redes sociais, a confusão começou por volta das 20h, quando os manifestantes começaram a tacar pedras e atear foto no prédio da 55ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP). Os policiais militares ainda tentaram reagir ao ataque e, durante a contenção da ação, pessoas foram baleadas.

A movimentação continuou no local e pelo menos três viaturas foram incendidas. Muitos homens, que utilizavam camisas para cobrir o rosto e dificultar a identificação, permaneceram depredando o prédio policial e tentando atear fogo. Muitos tiros foram dados pela polícia, na tentativa de conter a fúria da população. Há informações de que pelo menos três pessoas foram baleadas durante a ação.

Por volta das 22h45, centenas de pessoas invadiram a delegacia e pegaram Ronald, que foi arrastado pelas pernas até o meio da rua. No lugar, o homem foi agredido fisicamente, teve a cabeça esmagada por pedras e o corpo esquartejado.

Fonte: R1 Rondônia

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Loading...