Dividas do Hospital São Lucas vem de longa data

24 de Setembro de 2020 ás 08h 09min

Com quase 68 mil habitantes o município de Lucas do Rio Verde tem na unidade São Lucas o único hospital da cidade. Com mais de 50 médicos e 384 colaboradores no sistema CLT, a unidade enfrenta dificuldades financeiras há anos e culminaram com o atraso salarial dos  médicos. 

 

 

                                                           

 

 

De acordo com a gestora da unidade, Tatiani da Rocha Andrade Lima, o hospital vem de um histórico de déficit, com dívidas, empréstimos e obrigações que acabaram comprometendo a receita do hospital. 

 

 

“A soma desses fatores nos colocou numa situação muito delicada a ponto de não conseguirmos nem honrar as obrigações com nosso corpo médico. Precisamos pedir socorro sim, à Prefeitura, que prontamente nos atendeu”, declarou. 

 

 

Segundo cita, nem os R$ 11 milhões que já foram repassados pelo Executivo como pagamento dos serviços prestados, foram suficientes para manter a gestão sob controle. Por ser o único hospital do município, a unidade tem como seu principal contratante, no modelo contrato de gestão, o Poder Executivo.

 

 

“Mesmo sem essa obrigação, a atual gestão da Prefeitura nos repassou mais R$ 2 milhões que já estão disponíveis e serão utilizados unicamente para quitar os salários atrasados dos médicos”, assegurou. 

 

 

A gestora explica ainda, que outra medida determinante para o agravamento da crise financeira foi a execução de um plano de contigenciamento.

 

 

“Tivemos que suspender por 3 meses todos os procedimentos de cirurgia eletiva. O centro cirúrgico é hoje, um dos nossos principais setores de receita então, sem paciente desse sistema, além de não atender a população naquilo que ela precisava, nós deixamos de contar com esse recurso”, expôs. 

 

 

Vale ressaltar que graças ao comprometimento da atual gestão da Prefeitura pela garantia dos serviços, o HSC retoma as cirurgias eletivas sendo o primeiro de Mato Grosso a restabelecer esse tipo de serviço à população. 

 

 

PANDEMIA 

 

 

Em virtude da Covid 19 a unidade abriu 10 leitos de UTI e 22 de enfermaria. No pico da pandemia Lucas do Rio Verde chegou a ter 1722 casos ativos, hoje são 282, sendo que, apenas 11 estão internados. O município teve 5.117 casos recuperados, 8.139 descartados e 58 óbitos registrados.

Fonte: Alana Casanova

Comentários