Bebê que aguardava cirurgia por ter nascido com malformação morre com Covid-19 em MT

Ele já estava internado na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Regional de Sinop há 23 dias e não resistiu quando foi infectado pelo coronavírus.

TRSITEZA 19 de Setembro de 2020 ás 07h 22min
Reprodução

O bebê Enthony Alessandro Pereira Lopes, que nasceu com uma malformação no crânio e no coração e aguardava uma cirurgia, morreu com Covid-19, na terça-feira (15), enquanto esperava transferência para um hospital em São Paulo. Ele iria completar um mês de vida neste sábado (19). 
 

A mãe de Enthony, Lucineia Pereira Gomes, conseguiu, no dia 9 de setembro, a vaga para o filho fazer a cirurgia. Ele já estava internado na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Regional de Sinop há 23 dias. 

 

Para serem autorizados a embarcar, Lucineia e o bebê tiveram que passar por exames de Covid-19. Os testes deram positivo e eles tiveram que ficar em quarentena, até estarem curados, para que a transferência fosse autorizada. No entanto, Enthony não resistiu. A infecção pelo coronavírus se agravou e ele morreu na última terça-feira (15). A mãe acredita que eles pegaram o vírus dentro do hospital, por ser um lugar em que estavam mais expostos. 

 

Enthony nasceu no dia 19 de agosto, Lucineia havia feito vários exames de ultrassom e nenhum deles mostrou que o filho tinha alguma enfermidade. 

 

Com 37 semanas descobriu que ele tinha malformação no crânio e não se sabia ao certo de que tipo, mas também atingia o coração, e que o parto deveria ser feito imediatamente.

 

Ela foi encaminhada para o Hospital Regional de Sorriso e, após o parto, o bebê foi direto para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). 

 

Em princípio, os médicos fizeram exames na cabeça ele foi diagnosticado com craniossinostose complexa. 

 

A craniossinostose é caracterizada pelo fechamento precoce dos ossos do crânio do bebê, que resulta em deformidades no formato da cabeça. 
 

Outros exames foram feitos e foi detectado que o bebê também tem uma malformação no coração, em que a válvula poderia se fechar. Por isso, ele aguardava a cirurgia no hospital. 

Fonte: G1 MT

Comentários