Rumo reafirma projeto de levar trilhos até Lucas do Rio Verde

Autoridades participaram de reunião com a diretoria da empresa no Palácio Paiaguás. Lucas é projetada como pólo do desenvolvimento do agronegócio no país.

EXPANSÃO DA FERROVIA 18 de Agosto de 2020 ás 21h 14min

A diretoria da empresa Rumo reafirmou a execução do projeto em levar os trilhos até a cidade de Lucas do Rio Verde. O anúncio foi feito durante uma reunião com parlamentares e autoridades do Governo do Estado no Palácio Paiaguás, em Cuiabá, nesta segunda-feira (17.08).

 

De acordo com o líder da bancada de Mato Grosso, deputado federal Neri Geller, as articulações começaram ainda em novembro de 2019 quando o Tribunal de Contas da União (TCU) deu parecer positivo pela prorrogação antecipada do contrato de concessão da Ferrovia Malha Paulista.

 

“Assumimos essa pauta como uma das prioritárias e desde o início do nosso mandato temos trabalhado muito para que aconteça uma grande transformação rodoferroviária em Mato Grosso, logicamente, integrada com todos os outros eixos do país”, disse Geller.

 

Na semana passada, por exemplo, o parlamentar esteve com o ministro de Infraestrutura discutindo o traçado e a integração da Ferrogrão, Fico e Ferronorte. “São projetos que irão mudar a realidade da logística brasileira e elevar a produção de 71 milhões de toneladas de grãos para 110 milhões num prazo de 5 anos”, comemorou. 

 

Presente na reunião, o prefeito de Lucas do Rio Verde, Luiz Binotti, destacou a atuação da bancada federal para que a Rumo reconhecesse “o tamanho de Mato Grosso”.

 

“Somos os gigantes do agro e precisamos dessas obras para que nosso estado continue contribuindo significativamente com a economia do país. Quanto melhor a infraestrutura e logística, melhor e mais barato é o custo da nossa produção”, disse Binotti.

 

O senador Carlos Fávaro citou a ferrovia como alavanca para o desenvolvimento econômico e social de Mato Grosso. “Estamos trabalhando muito no Congresso Nacional para que essa e outras obras aconteçam em nosso estado. É gratificante poder participar de conquistas como essa e ver os trilhos passando por Cuiabá e integrando o Centro-Oeste com os principais eixos estruturantes do País”, encerrou Fávaro.

 

Na semana passada, o ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, em uma live com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, projetou Lucas do Rio Verde como o pólo do desenvolvimento do agronegócio no país. “Vou levar essa ferrovia até Lucas do Rio Verde, que no futuro vai ser o grande entroncamento ferroviário brasileiro. Vai ser a nova Bauru. Nós vamos ter a Ferrogrão, a Fico e a Ferronorte se conectando lá em Lucas do Rio Verde. Nós vamos dar três opções diferentes de operador ferroviário para o produtor de Mato Grosso”, disse o ministro.

 

Os planos do Ministério da Infraestrutura prometem revolucionar a logística brasileira e o setor do agronegócio, possibilitando a diminuição dos custos de produção e tornando o país mais competitivo no mercado internacional.

Fonte: PNBONLINE

Comentários