LUCAS DO RIO VERDE: Coragem, transparência e trabalho para superar desafios e colher resultados.

Prefeito Luiz Binotti destaca a força da superação para manter o crescimento de Lucas do Rio Verde e melhorar a qualidade de vida da população.

14 de Agosto de 2020 ás 22h 52min 1

Ele comanda a cidade há pouco mais de três anos e caminha para o final de seu primeiro mandato. Em seu currículo, o empresário e prefeito Luiz Binotti apresenta a experiência de quem sempre enfrentou e superou adversidades. Desde muito cedo trabalhando duro para ajudar a família, ele conhece bem o que é enfrentar dificuldades para alcançar os objetivos. Humilde e determinado faz uma gestão presente na vida dos luverdenses com vários avanços em todas as áreas.
 

Conhecido por ser um dos empresários de destaque no Mato Grosso, Luiz Binotti mostrou que sabe driblar crises e crescer com elas. Essa experiência como gestor de sucesso tem sido muito importante para ajudar a cidade a enfrentar desafios dos últimos anos. Ele ar-rumou a casa, equilibrando as finanças do município, acabou com privilégios do passado dando prioridade aos interesses coletivos e colocou a cidade no rumo do desenvolvimen-to com obras e ações  reconhecidas pela população.
 

Conversamos o prefeito Luiz Binotti para realizar um balanço de sua gestão e falar sobre o futuro de Lucas do Rio Verde.

 

-Podemos dizer que a sua experiência em administrar dificuldades e crises contribuiu para a sua gestão como prefeito?
 
Luiz Binotti: Sem dúvida a experiência como empresário e produtor, atuando em tempos de crise, acabou sendo trazida para a gestão. E olhe que desde que iniciamos o mandato em 2017 foram muitos desafios. O cenário político-econômico com o impeachment da presidenta Dilma, a crise na economia do País, uma eleição difícil que dividiu o Brasil, as incertezas e a situação de calamidade financeira decretada pelo Governo do Estado de Mato Grosso e a pandemia do Coronavírus agora em 2020 tornaram nossa gestão muito mais desafiadora. Os investimentos do Governo Federal e Estadual ficaram cada vez menores e tivemos que nos reinventar para manter o crescimento da cidade. Superamos todos esses desafios mantendo o crescimento do município.

 

-Como foi lidar com a responsabilidade de ser o prefeito de Lucas do Rio Verde?
 

Luiz Binotti: Não posso dizer que foi uma tarefa fácil. Mas me preparei bastante para ser o prefeito dessa cidade. Já de início tivemos que arrumar a casa. Encontramos, por exem-plo, todos os contratos encerrados e precisamos contar com a parceria dos nossos servi-dores, que não mediram esforços na tarefa de economizar, planejar e nos ajudar a colo-car a prefeitura em ordem, a primeira e mais importante ação administrativa da nossa ges-tão.
 
Como foi colocar em prática o plano de metas?
 
Luiz Binotti: Realmente a gente quer mostrar resultado assim que começa a traba-lhar.  Mas a gente sabe que para alcançar os resultados é preciso planejamento e ter as finanças em ordem, o primeiro desafio que superamos. No serviço público ainda preci-samos lidar com a burocracia e todas as etapas que a lei exige até começarmos a tirar os projetos do papel, construir relacionamentos com os Governos Federal e Estadual, buscar recursos. E ainda assim felizmente entregamos muita coisa nos anos iniciais, como por exemplo as novas sedes da Farmácia e da Guarda Municipal.
 
 -Vencidas as etapas de adaptação ficou mais fácil administrar a cidade?
 
Luiz Binotti: Quando a economia parecia estar entrando nos eixos, fomos surpreendidos pela pandemia do Coronavírus e nos deparamos com o maior desafio dos últimos 100 anos. Tivemos que tomar algumas medidas de segurança para proteger a vida das pes-soas, a estrutura de saúde e a economia do nosso município. E vale destacar que apesar de todo esse cenário, Lucas do Rio Verde sempre trabalhou com o equilíbrio financeiro e manteve um patamar elevado de qualidade de vida, sendo referência no Estado e no Pa-ís.
 
Quais ações de combate ao coronavírus podemos destacar?
 
Luiz Binotti: Nossa prioridade sempre foi salvar vidas. Lucas do Rio Verde foi a única ci-dade da região a abrir leitos de UTI por conta própria. Readequamos o funcionamento das nossas unidades de saúde, instituímos três unidades sentinelas para atendimento de Covid, preparamos leitos de enfermaria, compramos respiradores, contratamos profis-sionais, EPIs, implantamos o teleatendimento e demos início aentrega de medicamentos para tratamento da doença. Hoje contamos inclusive com a parceria do laboratório do IFMT para fazer testes na nossa cidade. Tivemos que suspender as aulas da rede municipal de ensi-no e o atendimento de alguns serviços, mas todas as decisões foram ponderadas e tomadas em con-formidade com os comitês técnico (formado por profissionais de saúde) e econômico (encabeçado por representantes da CDL e Acilve).

Mantivemos a distribuição de cestas básicas para as famílias, dos kits da merenda escolar, e iniciamos imediatamente as aulas on line para que nossos estudantes não fossem prejudicados. Mas tudo foi feito com muita cautela e responsabilidade, afinal estamos diante de um inimigo desconhecido e que pegou a todos de surpresa. Com muito esforço e perseverança estamos vencendo essa pandemia. Acho que Lucas do Rio Verde se destaca em relação aos municípios da região e do Estado.

 

Apesar de todas essas adversidades a gestão tem entregue um pacote de obras que causam um grande impacto no desenvolvimento na cidade, como isso é possível?

 

Luiz Binotti: A grande mudança, logo do início da gestão foi a de arrumar a casa e equilibrar as finanças. Era preciso dar um fim nos privilégios do passado e dar prioridade aos interesses de todos, os interesses coletivos, da população mais humilde. Desde o início trabalhamos duro para manter em ordem as contas públicas, nosso orçamento, impulsionamos o emprego e a economia de nosso município. Sempre incentivamos o desenvolvimento econômico de Lucas do Rio Verde e consolidamos a cidade como Capital da Agroindústria. Também contamos com uma engenharia financeira para garantir recursos para nossos investimentos e buscamos convênios e parcerias que nos permitiram entregar esse pacote de obras. Cada obra influencia no aumento da geração de empregos e movimenta a economia, sem contar nos benefícios permanentes para a população depois de pronta. Tudo isso hoje é reconhecido pela população.

 

E por falar em pacote de obras quais são os destaques de cada Secretaria?

 

Luiz Binotti: Nós agimos em todas as áreas e fizemos muito. Se você for comparar, não há nenhum município em Mato Grosso com a quantidade de investimentos que Lucas do Rio Verde tem hoje. 

 

Na Educação foram mais de 100 novas salas de aulas. Estamos colocando nossas crianças pra aprender o que há de mais avançado em tecnologia, programação, robótica e todo o mundo digital ao alcance dos alunos. Aumentamos muito a oferta de vagas para todas as idades e melhoramos os ambientes para que nossos profissionais da educação tenham melhores condições de trabalho. Todas as unidades educacionais receberam melhoras.

 

Ainda trouxemos a educação técnica com o sistema S e nossa grande conquista foi a universidade pública. Hoje o aluno de Lucas do Rio Verde tem a melhor educação do Estado quando criança, formação técnica no sistema S e possibilidade de fazer um curso superior em uma universidade pública, a UNEMAT. Estamos preparando a cidade para o futuro capacitando nossa mão de obra e consolidando Lucas como a Cidade do Conhecimento.

 

Na saúde investimos R$ 75 milhões somente em 2019. Recuperamos as finanças do Hospital São Lucas, construímos o maior PSF do município, equipamentos modernos, etc. Mas o mais importante foi acabar com fura filas do SUS, instituímos um corpo técnico, honesto e com isso conseguimos fazer mais gastando menos. Naquilo que é de responsabilidade do município as filas foram drasticamente reduzidas. Nós assumimos a responsabilidade e criamos o PAM enquanto grande parte dos municípios tem uma UPA sem funcionar, porque é um modelo que não deu certo e espalhou elefantes brancos por todo o Brasil.

 

E nós fizemos um projeto inteligente. Doamos os terrenos para a criação de uma cidade jurídica mas em contra partida pegamos os prédios dos órgãos da justiça de volta e ali projetamos o que em breve será um grande complexo da saúde, concentrando tudo em um só lugar e trazendo muito benefício para a população que precisa de atendimento pelo SUS.

 

Na Secretaria de Obras a grande mudança foi investir em nossos profissionais. Reestruturamos completamente nosso parque de máquinas e hoje fazemos as coisas sem precisar licitar, com mão de obra da prefeitura, uma obra de maior qualidade e mais barata. Um exemplo é a usina de CBUQ que gera muita economia e vai estar disponível por pelo menos 20 anos de vida útil para o município. Hoje o município depende cada vez menos de construtoras e consegue dar conta de muita coisa com mão de obra interna. Isso possibilitou também a gente atender o produtor rural, cuidar melhor das estradas rurais com cascalhamento e elevação. Fizemos uma revolução na secretaria de obras que também se tornou mais eficiente e emprega melhor o dinheiro do cidadão.
 

Valorizamos a agricultura familiar e ao mesmo tempo criamos um espaço de lazer para as famílias com o Mercado do Produtor, virou um verdadeiro “point” da cidade. Construímos o primeiro Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) do Estado de Mato Grosso que pode servir de base para um curso de Medicina Veterinária no futuro. As comunidades ganharam equipamentos, poços, energia trifásica. Tudo isso é dar condição pro trabalhador rural, o resto ele faz. Nosso povo é trabalhador.
Essa semana ainda conseguimos assinar outro convênio para um novo mercado do produtor, dessa vez do lado de lá da BR, assim vamos atender toda a cidade.

 
Entregamos 350 casas populares e estamos concluindo mais 350 unidades. Trouxemos dignidade ao Bom Jesus, que hoje pode ser chamado de bairro. Até o final do ano estará com infraestrutura completa, asfaltadinho, um sonho que se arrastava há 15 anos. 

 

Apesar de ser responsabilidade o Estado, criamos a 1ª Secretaria de Segurança e Trânsito do interior, realizamos a integração entre as polícias Militar, Civil e Guarda Municipal, priorizamos a segurança dos cidadãos. Instalamos 54 câmeras de monitoramento inteligentes para ajudar na segurança. Quem lembra os índices de criminalidade em Lucas do Rio Verde há 5 ou 6 anos reconhece como agora as coisas estão diferentes. Fizemos muito pela segurança e nessa semana conquistamos definitivamente o novo quartel da PM assinando o convênio com o Governo do Estado.

 

Contratamos mais guardas, treinamos e equipamos. Demos nova sede, mais dignidade e autoestima. O trânsito de Lucas hoje é melhor por conta do semáforo que instalamos. Ainda tentaram nos criticar, dizendo que não era momento. Só quem perdeu um ente querido em um acidente de trânsito sabe o valor que esse investimento tem. Estamos muito satisfeitos com o resultado. 

 

A cultura em nosso município renasceu. Ampliamos muito a oferta de vagas nas oficinas culturais, criamos a Orquestra Sinfônica Jovem de Lucas do Rio Verde, criamos a Companhia de Teatro e Dança. 

 

Nossas crianças hoje tem contato com as melhores práticas culturais. 

 

Resgatamos o auxílio a todas as culturas, desde o CTG que andava esquecido, a cultura cuiabana e principalmente a cultura do norte e nordeste. Nós reconhecemos esses imigrantes como Luverdenses como nunca antes haviam feito. Nós agradecemos por toda a contribuição que dão para esse município e valorizamos a cultura que trouxeram. Criamos o primeiro festival de cultura Norte e Nordeste e estamos em vias de construir o primeiro CTNN do município.

 

O Esporte é outra área que mudou completamente. Entregamos espaços dignos para a prática esportiva. Inovamos com os campos de futebol sintéticos, que foram de maneira muito impressionante aprovados pela população. O Ginásio do Téssele Junior é o maior do município, em um bairro onde a prática esportiva incentiva o jovem a permanecer no caminho certo, longe das más influências. Estamos fazendo praças em bairros que pediam há muito tempo, atendemos e ouvimos a população.

 

Na Assistência Social, envolvemos as forças de segurança e do judiciário e criamos a Patrulha Maria da Penha, um marco na prevenção e combate à violência contra mulher. Em Lucas do Rio Verde a mulher tem vez, tem voz. Agradeço imensamente toda a luta da primeira dama, minha esposa Rafaela, nessa luta. Hoje temos um CRAS ampliado, com melhor condições de atender aquelas pessoas que mais precisam. 

 

Somos bicampeões nacionais em boas práticas em contratos e compras públicas. Não tem mais contrato duvidoso. Nós superamos uma cultura que estava errada e avançamos. Temos uma gestão também premiada na PreviLucas. Valorizamos nossos servidores e é isso que eles nos deram de volta, índices cada vez melhores. Melhoramos de maneira impressionante nossos níveis de transparência.
 

No SAAE vamos entregar 6 novos reservatórios de água, dois já estão prontos. Serão 5 poços artesianos, um já está sendo perfurado. Estamos preparando o município para ter água para a próxima década. No Saneamento nós vamos encerrar 2020 saindo de pouco mais de 20% de cobertura para mais de 50%. Isso é saúde pública, isso é dignidade, isso é infraestrutura para atrair empregos, isso é respeito com a população.
 

- Qual é a sua avaliação desse primeiro mandato?

 

Luiz Binotti: Nós fizemos muito. Comparados com outros municípios nós somos destaque isolado no Estado e provavelmente em todo o país. Nossa equipe tem trabalhado diuturnamente para entregar as metas do nosso Plano de Governo. Somos vitoriosos por termos vencido tantos obstáculos, num cenário tão desafiador em que a maioria dos municípios enfrentam sérias dificuldades. Avançamos bastante em todos os sentidos. Fica aqui o meu agradecimento a todos os servidores pelo empenho e dedicação e aos luverdenses pela confiança em nosso trabalho! Vamos continuar as mudanças e continuar os avanços da nossa cidade.

 

- Na sua percepção como é a Lucas do futuro?

 

Luiz Binotti: Estamos preparando Lucas do Rio Verde para ser uma cidade de 400 mil habitantes. Essa semana o Ministro Tarcísio da infraestrutura disse que seremos o grande entroncamento ferroviário do Brasil. Sempre administrei com isso em mente. Trabalhei junto com nossa bancada parlamentar para que isso acontecesse e estamos deixando o município preparado para esse futuro. Agradeço muito e reconheço a importância em fortalecer nossas forças políticas, muito disso foi possível através do nosso deputado federal Neri Gueller, do senador Carlos Fávaro e do deputado estadual Silvio Fávero. Eles que vão nos ajudar a garantir que essa conquista venha para cá. Essa é a Lucas do Rio Verde do futuro!

 

Reportagem: Joatan de Souza

Comentários