COMBATE ÀS QUEIMADAS Silvio Fávero pede reforço do Exército no combate às queimadas em Mato Grosso

Parlamentar também reivindica ao Governo do Estado parceria para utilização de aviões agrícolas.

16 de Setembro de 2020 ás 14h 17min

Diante do estado de calamidade pública decretado em Mato Grosso, o deputado Silvio Fávero oficializou, nesta quarta-feira (16.09), o pedido de ajuda do Exército Brasileiro para reforçar as ações de combate às queimadas no Estado.

 

 

                                                           

 

 

O Pantanal é o bioma brasileiro mais afetado pelas queimadas proporcionalmente, mas em Mato Grosso os incêndios estão espalhados por todo o estado. Dados do Prevfogo, o Centro Nacional de Prevenção e Combate aos incêndios florestais do Ibama, em 2020 mostram que a área queimada no Pantanal já passou de 2,3 milhões de hectares, sendo 1,2 milhão em Mato Grosso e mais de 1 milhão em Mato Grosso do Sul.

 

 

“Nem a ação do corpo de bombeiros, com o apoio dos produtores rurais e de moradores das diversas regiões tem sido suficiente para impedir que as chamas se espalhem rapidamente pela vegetação seca, em meio a áreas de difícil acesso. O apoio dos brigadistas do Exército é mais que necessário para conter as chamas que avançam por diversas regiões, colocando em risco os biomas mato-grossenses”, argumentou Fávero, em ofício encaminhado ao Comandante da 13ª Brigada de Infantaria Motorizada, General Reinaldo Salgado.

 

 

O parlamentar também é autor de indicação direcionada ao Governo do Estado sobre a necessidade de utilização de aviões agrícolas, por meio de parcerias públicas privadas, para ampliar o controle e combate dos incêndios no Estado do Mato Grosso. “O Brasil detém uma das maiores e melhores aviações agrícolas do planeta, e o Estado do Mato Grosso lidera internamente, com aproximadamente 22% da frota nacional, o que significa 494 aeronaves. Em Mato Grosso, o número de operadores privados também aparece em primeiro lugar. Esse apoio também seria de grande valia no combate às chamas”, completou Silvio Fávero.

 

 

Emergência homologada

 

 

O decreto de situação de emergência no âmbito do Estado, em decorrência dos incêndios florestais foi homologado pela União nesta quarta-feira (16.09).  A medida permite que Mato Grosso adote medida de reforço na prevenção e combate aos focos, assim como a manutenção de serviços públicos nas áreas atingidas pelo fogo.

Fonte: ASSESSORIA

Comentários