Candidata bolsonarista critica Jayme, Wellington e menospreza F√°varo: 'Nem foi eleito

Política 02 de Julho de 2020 ás 10h 00min

A candidata ao Senado apoiada pelo presidente da Rep√ļblica, a Coronel Fernanda (PATRI) declarou em suas redes sociais que os senadores Jayme Campos (DEM) e Wellington Fagundes (PL) n√£o respeitaram os cidad√£os mato-grossenses ao votarem a favor do Projeto de Lei das fake news, que tem como objetivo combater a dissemina√ß√£o de conte√ļdos falsos nas redes sociais, aprovado nesta ter√ßa-feira (30). A militar ainda disse que a decep√ß√£o da popula√ß√£o com os dois parlamentares n√£o se estende a Carlos F√°varo (PSD), pois ele nem foi eleito e √© um mero ¬Ďtamp√£o¬í.

De acordo com a candidata bolsonarista, a proposta aprovada pelo Senado √© uma aberra√ß√£o e atenta contra a liberdade de express√£o da popula√ß√£o no pa√≠s. Ela tamb√©m afirma que Fagundes e Campos n√£o representaram aquilo que √© a vontade de seus eleitores e minimizou a participa√ß√£o de F√°varo na vota√ß√£o, alegando que seu voto favor√°vel na mat√©ria √© irrelevante para popula√ß√£o mato-grossense, por ele nem ter sido oficialmente eleito. ¬ď√Č uma pena que os dois senadores eleitos de MT, Jaime Campos e Wellington Fagundes, bem como o senador tamp√£o Favaro, votaram a favor desse projeto que √© uma verdadeira aberra√ß√£o contra a liberdade de express√£o do povo brasileiro¬Ē, disse a candidata que √© uma das postulantes a vaga da senadora cassada Selma Arruda (PODE), que est√° no momento ocupada interinamente pelo senador do PSD. ¬ďFico pensando, se a popula√ß√£o votou nesses senadores, porque eles n√£o respeitam a vontade de seus eleitores? Eles n√£o est√£o l√° por conta pr√≥pria, eles est√£o l√°, com exce√ß√£o do Favaro (que n√£o foi eleito) porque a popula√ß√£o lhes deu uma procura√ß√£o (voto) para legislar e fazer aquilo que os eleitores Mato-grossenses querem¬Ē, criticou. Anunciada como candidata a disputa suplementar de Senado pelo pr√≥prio presidente da Rep√ļblica, a coronel da PM aguarda a decis√£o de uma nova data para a elei√ß√£o, que era para ter acontecido no m√™s de abril, mas acabou sendo adiada por tempo indeterminado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por conta da pandemia do coronav√≠rus. Como a senadora Selma teve a cassa√ß√£o de seu mandato confirmado pela Mesa Diretora do Senado, F√°varo, terceiro colocado na elei√ß√£o em 2018, conseguiu tomar posse interinamente, por determina√ß√£o do Supremo Tribunal Federal (STF). A sua presen√ßa no Senado, conforme a Suprema corte, ficar√° vigente at√© que um novo candidato seja eleito para assumir de vez o resto do que sobrar do mandato de Selma Arruda.
  texto: olhar direto

Coment√°rios