"Loira da Martinello" escurece cabelo, mas é presa

Crime ocorreu em 16 de abril em loja no Duque de Caxias

DISFARCE 28 de Outubro de 2020 ás 15h 46min
FOTO- FOLHA MAX

Rhaiane da Silva, 18 anos, foi presa na casa dos seus pais, no bairro Três Poderes, em Cuiabá. Ela comandou um assalto junto a um comparsa dentro da loja de eletrodomésticos Martinello, no bairro Duque de Caxias, no dia 16 de abril deste ano.

 

No crime, a jovem aparece com tom de cabelo diferente e chegou a ser apelidada de "Loira da Martinelo". Porém, no dia da prisão já estava com o cabelo escuro.  

 

A ação da dupla, que utilizava máscara de proteção ao Covid-19, foi registrada pelas câmeras de monitoramento interno do estabelecimento. Nas imagens, a jovem com uma arma na mão rende os clientes e funcionários com uma arma exigindo que todos passassem o celular. Ela ainda deu cobertura para seu comparsa, Joel Ferreira Leite, recolher todo o dinheiro do caixa. 

 

Após o crime, eles fugiram e a Polícia Civil instaurou uma investigação.

 

                                                                           

 

O CASO

 

Vídeos do circuito interno e externo de segurança da loja Martinello localizada no bairro Duque de Caxias mostram o momento em que um casal entra no estabelecimento e leva diversos objetos, incluindo cerca de 40 celulares. A situação aconteceu por volta das 9h da manhã, do dia 16 abril.

 

Rapidamente, a dupla que finge ser cliente chega na frente da loja, pouco tempo depois ao conseguirem entrar no recinto, os dois rendem funcionários e anunciam o assalto. 

 

Nas imagens, é possível ver que uma mulher loira em posse de uma arma de fogo pega diversos pertences e coloca dentro de uma bolsa que ela mesmo carrega. É visto ainda que a suspeita está usando uma máscara de proteção.

 

O caso foi investigado pela Delegacia de Roubos e Furtos.

Fonte: FOLHA MAX

Comentários