Polícia apura caso de homem morto a facadas após sair de conveniência em MT

Ele tinha cortes no pescoço e em formato de cruz na barriga.

A Polícia Civil apura se o homem de 38 anos, que morto a facadas após sair de uma conveniência em Paranatinga, a 411 km de Cuiabá, foi vítima de latrocínio ou algum desentendimento no estabelecimento.

O crime ocorreu na madrugada de sábado (19). Francisco Ricarte de Freitas Filho, de 38 anos, foi encontrado morto em uma calçada no Centro da cidade. Ele tinha cortes no pescoço e em formato de cruz na barriga.

Moradores que viram a vítima no chão e ligaram para a polícia.

Francisco ainda sofreu uma pancada na cabeça. Segundo a polícia, ele era morador de Canarana, a 838 km da capital, e estava em Paranatinga a trabalho.

Testemunhas foram ouvidas no local e disseram que Francisco bebia com um grupo de pessoas, em uma conveniência da cidade, na noite anterior ao crime. Essas testemunhas não souberam informar o que poderia ter motivado o homicídio, mas a polícia já trabalha com duas linhas de investigação.

De acordo com informações da polícia, o crime pode se tratar de um latrocínio, ou seja, roubo seguido de morte, já que a vítima foi encontrada sem carteira e também sem nenhum documento pessoal.

A outra suspeita é que o crime teria sido motivado por algum desentendimento que francisco teve na conveniência em que bebia.

Os trabalhos de investigação continuam nesta segunda-feira (21) com a busca de imagens de câmeras de segurança que possam ter registrado o homicídio.

G1 MT

- Publicidade -