Delegado instrutor de tiro é baleado e namorada morre durante briga em SP

Nacionais 20 de Maio de 2020 ás 13h 21min

O delegado da Polícia Civil de São Paulo e instrutor de tiros Paulo Bilynskyj foi baleado pela namorada na manhã de hoje, em um apartamento em São Bernardo do Campo (Grande São Paulo), segundo investigação preliminar da polícia. A mulher que estava com ele foi encontrada morta no local, também com marca de tiro. Policiais militares que foram ao local disseram à reportagem que a mulher, que não teve o nome identificado, com quem o delegado se relacionava recentemente, atirou três vezes no peito dele durante a briga. O prédio é o mesmo onde o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem um apartamento considerado sua residência principal. O UOL entrou em contato com a assessoria de imprensa do petista para saber se ele estava em casa na hora do crime, mas ainda não obteve resposta. Policiais civis dizem que os tiros atingiram dedo, perna e abdômen de Bilynskyj. Ambos foram socorridos ao Hospital Green Line. Policiais civis colegas do delegado afirmaram que ele está em UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e que o estado é grave porque ele perdeu muito sangue. O Boletim de Ocorrência ainda não havia sido finalizado pela Polícia Civil até esta publicação. Policiais civis disseram que, preliminarmente, duas hipóteses são aventadas: feminicídio contra a mulher ou tentativa de homicídio contra o delegado seguida de suicídio. Diversos policiais militares foram até o local dos crime. No entanto, procurada, a PM (Polícia Militar) afirmou que não iria se posicionar e pediu que a reportagem procurasse a SSP (Secretaria da Segurança Pública). A reportagem questionou a pasta, mas não teve retorno até esta publicação. UOL 

Comentários