Ap√≥s ano de queda recorde, n¬ļ de assassinatos sobe 8% no Brasil nos dois primeiros meses de 2020

Nacionais 29 de Abril de 2020 √°s 10h 28min

O Brasil teve uma alta de 8% no n√ļmero de assassinatos nos dois primeiros meses deste ano em compara√ß√£o com o mesmo per√≠odo do ano passado. √Č o que mostra o √≠ndice nacional de homic√≠dios criado pelo¬†G1, com base nos dados oficiais dos 26 estados e do Distrito Federal.

Essa √© a primeira parcial divulgada no ano. Em raz√£o da pandemia do novo coronav√≠rus, houve atraso na entrega dos dados e dificuldade para obter os n√ļmeros em parte dos estados.

De acordo com a ferramenta, houve 7.743 mortes violentas no primeiro bimestre de 2020. No mesmo período do ano passado, foram 7.195.

A alta no in√≠cio deste ano vai na contram√£o de 2019,¬†que teve uma queda de 19% no n√ļmero de assassinatos em todo o ano¬†¬Ė no¬†primeiro bimestre¬†do ano passado, a diminui√ß√£o foi ainda maior (25%) em rela√ß√£o a 2018. O Brasil teve cerca de 41 mil v√≠timas de crimes violentos no ano passado, o menor n√ļmero desde 2007, ano em que o F√≥rum Brasileiro de Seguran√ßa P√ļblica passou a coletar os dados.

O¬†G1¬†j√° havia antecipado, por√©m, que um ter√ßo dos estados¬†tinha apresentado¬†alta nos assassinatos¬†no √ļltimo trimestre de 2019, o que acendeu o alerta para uma poss√≠vel revers√£o da tend√™ncia de queda da viol√™ncia no pa√≠s, segundo os especialistas.

Os dados apontam que:

  • o pa√≠s teve¬†7.743 assassinatos¬†nos primeiros dois meses de 2020
  • houve¬†548 mortes a mais¬†na compara√ß√£o com 2019, uma¬†alta de 8%
  • 20 estados¬†do pa√≠s apresentaram¬†alta de assassinatos no bimestre sete¬†deles, por√©m,¬†registraram queda

O levantamento faz parte do Monitor da Viol√™ncia, uma parceria do¬†G1¬†com o N√ļcleo de Estudos da Viol√™ncia da Universidade de S√£o Paulo (NEV-USP) e o F√≥rum Brasileiro de Seguran√ßa P√ļblica.

TEXTO: G1 BA

Coment√°rios