NOVO TEMPLO

Mulher é presa após dar festa com dinheiro do auxílio emergencial

Além de perturbação de sossego alheio, a acusada também contrariou um decreto, em vigor no Ceará, que proíbe o funcionamento do comércio não essencial e de aglomerações, incluindo festas particulares

BANNER – BINOTTI
262
PAX

Uma mulher, de 20 anos, foi presa na última terça-feira (28), por fazer uma festa em Camocim, no Ceará. A mulher foi denunciada por vizinhos que reclamaram do barulho excessivo e da aglomeração de pessoas.

Quando a polícia chegou e a abordou ela perguntou se não poderia “curtir em casa com o dinheiro do governo”, fazendo referência ao auxílio de R$ 600 que o governo disponibilizou de forma emergencial para garantir renda básica aos trabalhadores autônomos e informais que precisaram deixar de trabalhar ou tiveram redução nos ganhos mensais em decorrência da crise provocada pela pandemia.
A mulher disse que comemorava a retirada do auxílio.
Além de perturbação de sossego alheio, a acusada também contrariou um decreto, em vigor no Ceará, que proíbe o funcionamento do comércio não essencial e de aglomerações, incluindo festas particulares, para a contenção da doença no estado.
De acordo com a Polícia Militar, a dona da festa concordou em desligar o som, mas após a saída da polícia ela voltou a ligar o aparelho, de forma ainda mais alta.
Com isso, os militares retornaram e deram voz de prisão à festeira, que argumentou não estar fazendo nada de errado. Ela foi solta após assinar um termo circunstanciado de ocorrência (TCO) pelo crime de “perturbar alguém, o trabalho ou sossego alheios”. Se condenada, a jovem pode pegar de 15 dias a três meses de prisão ou multa.
TEXTO: R1 RONDÔNIA
Carregando...