“Indústria da multa vai deixar de existir no Brasil”, diz Bolsonaro em Aragarças

Em passagem por Goiás para o anúncio da revitalização da Bacia do Rio Araguaia, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) defendeu o projeto de lei que altera o Código de Trânsito Brasileiro. A iniciativa foi apresentada pelo próprio presidente ao Congresso Nacional na última terça-feira (4).

“A indústria da multa vai deixar de existir no Brasil”, disse Bolsonaro, que ainda elogiou a retirada dos radares móveis nas rodovias goianas. A medida foi tomada pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) no final de janeiro deste ano. Uma das alterações propostas pelo presidente é de não aplicar multas, apenas advertência por escrito, a motoristas que desrespeitarem regras de transporte de crianças em veículos. A medida foi criticada por especialistas.

O presidente ressaltou que o Governo Federal vai fortalecer a fiscalização por meio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), mas reforçou que os sistemas eletrônicos de fiscalização não serão mais utilizados. “Meus amigos policiais rodoviários federais. Acabei de acertar com o ministro da Economia, Paulo Guedes, a contratação de mais mil servidores para essa área. Mas a multagem [sic] eletrônica vai deixar de existir”, confirmou o presidente.

Ele disse também que, por ele a máxima de pontos permitida poderia ser aumentada para 60 pontos, apesar de que o projeto prevê o aumento para 40.

Meio ambiente

O presidente afirmou, ainda, que projetos como a revitalização da bacia do Araguaia são a prova de que é possível aliar as questões ambientais com as demandas econômicas. E disse que essas iniciativas são possíveis graças ao trabalho integrado dos ministros brasileiros.

“O que seria da brava, competente e trabalhadora ministra da agricultura, Tereza Cristina, se ela não tiver ao lado o não menos bravo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Sales? Eles jogam juntos […]. Somente assim podemos assinar e assumir compromissos com políticas que visam melhorar a vida do povo brasileiro.”, disse o presidente.

O evento

Bolsonaro retornou a Goiás para participar do lançamento do Programa “Juntos Pelo Araguaia”, encabeçado pelo Governo de Goiás. A solenidade acontece na data em que se celebra o Dia Mundial do Meio Ambiente.

O programa tem o objetivo de levar cerca de R$ 500 milhões em investimentos para a região do rio. Os recursos serão utilizados para recuperar áreas em Goiás e no Mato grosso, em cinco mil hectares de terra/leito de cada unidade federativa.

Os referidos R$ 500 milhões são um dinheiro reservado para a fase inicial da proposta. Nessa primeira etapa o objetivo é realizar a recuperação de voçorocas, construção de barragens de contenção, curva de nível, fazer plantio de mudas e cercamento das áreas mais deterioradas.

Comentar esta matéria

Por favor, faça seu comentário
Seu nome

*

code