Neymar dá tapa, é expulso, acusa rival de racismo e PSG perde clássico

Jogador se envolveu em duas confusões com o espanhol Álvaro González. Após o jogo, ele declarou que gostaria de ter agredido o rival pela atitude

FIQUE POR DENTRO 14 de Setembro de 2020 ás 07h 03min
Neymar e defensor do Olympique de Marselha se envolveram em confusão

O domingo marcou a estreia de Neymar na temporada, mas, assim como na final da Liga dos Campeões, quando o Paris Saint-Germain, time do brasileiro, acabou derrotado pelo Bayern de Munique, as coisas voltaram a dar errado para o camisa 10.

 

Além de ver a sua equipe perder para o Olympique de Marselha, maior rival do PSG, dentro de casa e continuar sem pontos após duas rodadas do Francês, Neymar ainda se envolveu em uma grande confusão já nos acréscimos do segundo tempo.

 

O brasileiro deu um tapa na cabeça de Álvaro González após uma discussão e recebeu o cartão vermelho. E sua reação foi explosiva. O craque saiu de campo muito bravo, acusando o defensor espanhol do time de Marselha de racismo.

 

 

Antes, ainda no primeiro tempo, o camisa 10 já havia reclamado com a arbitragem de um suposto racismo de González.

 

No fim da partida, ambos voltaram a discutir, e o brasileiro voltou a chamar Álvaro de racista. O jogo foi tão quente, que Neymar foi apenas um dos cinco jogadores expulsos.

 

Poucos minutos após o apito final, Neymar foi às redes sociais e mostrou ainda estar de cabeça quente, dizendo que o "único arrependimento que tem é de não ter dado um tapa na cara do rival

Fonte: Portal R7

Comentários