Deputados de MT acompanham Bolsonaro em novo partido

ECODIESEL

Em reunião nesta terça-feira (12) com parlamentares do Partido Social Liberal (PSL), o presidente Jair Bolsonaro anunciou aos correligionários sua saída do partido e criação de uma nova legenda, a Aliança pelo Brasil. Os deputados federal Nelson Barbudo e estadual Delegado Claudinei confirmaram que, futuramente, irão acompanhar o presidente.

A reunião aconteceu às 16h, no Plenário da Câmara, em Brasília. Na ocasião, Nelson Barbudo afirma que a orientação foi para que os deputados permanecessem no PSL, até a construção do novo partido, que terá Bolsonaro como presidente.

“Eu estou no PSL e até a criação do novo partido, não sairei do PSL e esperaremos a formação do novo partido”, afirma Barbudo. Até a criação da Aliança, a ideia é reunir os 126 diretórios instalados em Mato Grosso para debater o processo de migração, uma vez que Barbudo é presidente do PSL no estado.

“Quero convocar uma grande reunião em Mato Grosso para que os 126 diretórios decidam o que fazer. Eu, particularmente, seguirei o presidente Bolsonaro. Aqueles que quiserem ficar no partido terão meu apoio. Não sou de deixar companheiro para trás”, tranquiliza.

Já o deputado estadual Delegado Claudinei se posicionou confirmando que irá seguir o presidente para a Aliança do Brasil, assim que os trâmites eleitorais para troca de legenda permitirem.

“Já me posicionei: pretendo acompanhar o presidente Bolsonaro, para o partido que ele for. Só vou ter cuidado por conta da questão da fidelidade partidária. Tem que ver a questão do partido novo, como que vai ficar. Vou junto a nossa assessoria jurídica para ver essa questão de fidelidade partidária, para não correr o risco de perder o mandato, se o PSL questionar”, disse.

Gazeta Digital

BANNER – BINOTTI
Loading...