Criminosos rendem paramédicos do Samu, roubam equipamentos e deixam todos nus

ECODIESEL

A segurança chegou ao caos! Como se não bastassem os roubos diários nas ruas, arrastões em ônibus, roubos em casas e escolas, agora membros de facções resolveram roubar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Na madrugada desta quarta-feira (4) por volta das 4h, o Samu foi acionado para fazer um atendimento de um paciente com relatos de câncer na rua Durval Camilo, no bairro Canaã, quando os paramédicos chegaram no local e entraram na residência para prestar os devidos atendimentos ao paciente, cinco homens não identificados, membros de uma facção invadiram a casa e em posse de armas de fogo, renderam os familiares e os paramédicos do Samu. Os criminosos pediram os pertences dos profissionais, carteiras e celulares, mas os paramédicos tinham deixado na base do Samu.

Os bandidos começaram a ameaçá-los e revistá-los em seguida obrigaram os profissionais a tirarem suas roupas.

Os paramédicos e os familiares ficaram reféns dos criminosos durante 1 hora.

Não satisfeitos, os faccionários roubaram alguns objetos dos familiares do paciente e foram imediatamente até a ambulância e subtraíram uma bolsa de vias aéreas, uma bolsa de traumas para fazer curativos, vários materiais de atendimentos diversos e fugiram do local. Os bandidos fugiram do local tomando rumo ignorado.

A Polícia Militar foi acionada e ao chegar no local, colheram as características dos autores do crime e em seguida fizeram rondas na região em busca de prendê-los, mas ninguém foi encontrado.

O Coordenador Estadual do Samu, Dr. Pedro Pascoal confirmou o ocorrido e disse a reportagem do ac24horas que a viatura que atende a região do 2° Distrito está totalmente desabilitada.

“A viatura que atende a região do 2° Distrito está  totalmente desabilitada para o serviço, agora precisamos deslocar uma ambulância aqui da base para fazer os atendimentos naquela região, aumentando o tempo para fazer o atendimento, colocando pacientes em riscos, disse o coordenador.

Pascoal, pediu conscientização aos líderes das facções e disse que essas atitudes colocam em risco o atendimento a população. Disse ainda que é inadmissível e repudiante as atitudes que foram tomadas pelos faccionários, uma vez que o Samu presta atendimento a todos, sem distinção entre pacientes.

“Quero aproveitar o espaço para pedir uma conscientização aos supostos líderes de facção que entendam a gravidade do ato dessas pessoas, quando abordaram a equipe, colocaram em risco aquele paciente que naquele momento estava grave, colocaram em risco a nossa equipe que faz atendimento 24 horas de forma ininterrupta e colocaram em risco a população deixando uma viatura a menos no serviço. Nós nunca fizemos distinção de pacientes, quando identificado a urgência as ambulâncias são enviadas de forma imediata, ou seja, pacientes que tenham tido ferimento de arma de fogo, ferimento por arma branca, algum tipo de agressão física, as ambulâncias sempre foram e prestaram atendimentos. Então é inadmissível, é repudiante, essas atitudes deles, porque hoje a gente vai deixar uma parte da nossa população desassistida em decorrência de uma atitude imatura, impensada, atitudes de moleques que não tem nenhum tipo de responsabilidade.

Por fim, Pedro Pascoal informou que o boletim de ocorrência já foi registrado e agradeceu o apoio da segurança pública.

“Já registramos o boletim de ocorrência e agradecemos o apoio do nosso secretário de segurança, Paulo Cezar. Agradecer também ao Coronel Ulisses que deixou todas as guarnições daquela regional a disposição do Samu, e que está sendo intensificado essa investigação para que seja encontrado os suspeitos”.

Por Ac24Horas

 

Loading...