Cliente chama homem de ‘macaco preto’ em boate, é agredido por testemunhas e é detido em MT

Clézio Ricardo dos Santos da Silva foi detido pela polícia com vários machucados pelo corpo.

Um homem de 39 anos suspeito de praticar racismo contra um cliente de uma boate em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, foi detido pela Polícia Militar na madrugada desta segunda-feira (21).

Testemunhas contaram à polícia que Clézio Ricardo dos Santos da Silva chamou um frequentador da boate de ‘macaco preto’. Em seguida, os próprios clientes o retiraram do local e o agrediram.

Segundo a polícia, o suspeito foi encaminhado à delegacia com vários machucados pelo corpo. As testemunhas que estavam na casa noturna também foram levadas à delegacia para prestar esclarecimentos.

Caso o crime seja comprovado, Clézio responderá por injúria racial. A polícia não informou se o suspeito confessou ou negou as ofensas. O G1 não localizou o advogado dele.

O conceito de injúria racial está previsto no Código Penal. O crime consiste em ofender a honra de alguém valendo-se de elementos referentes à raça, cor, etnia, religião ou origem. Esse crime prevê até 3 anos de prisão.

G1 MT
- Publicidade -