Polícia apura se jovem foi morto pelo primo após chamar tio de chifrudo nas redes sociais

Suspeita da corporação é que, após comentário, tio foi junto com os dois filhos até a casa do sobrinho, quando um deles deu uma facada na vítima. Rapaz era pré-candidato a vereador. Já o tio tinha exercido o cargo no município.

21 de Setembro de 2020 ás 15h 05min

A Polícia Civil investiga um crime em família envolvendo ciúmes e uma suposta traição, em Perolândia, região sudoeste de Goiás. Um jovem de 24 anos teria levado uma facada após postar na internet que o tio era "chifrudo". Além do parente, os dois filhos dele, primos da vítima, também são suspeitos de envolvimento no crime. Os três desapareceram após o homicídio.

 

 

A reportagem não conseguiu localizar a defesa dos envolvidos até a publicação desta matéria.

 

 

                                                          

 

 

Dener Silva de Oliveira foi morto em casa, na noite de sábado (19), com um golpe no peito. Ele era pré-candidato a vereador no município.

 

 

Segundo o boletim de ocorrência, Edvaldo Marcos de Paula, de 47 anos, tio de Dener e ex-vereador de Perolândia, se desentendeu com ele por acreditar que o sobrinho estaria tendo um caso com a mulher com quem estava se relacionando.

 

 

Na mesma noite em que foi morto, minutos antes, Dener postou a mensagem em uma rede social, marcando o perfil do tio. Ainda conforme o boletim, Edivaldo foi até a casa de Dener e tentou a agredir a mulher com que tem um relacionamento, mas foi contido pelo sobrinho.

 

 

O ex-vereador, de acordo com a polícia, foi embora do local e, ao dar marcha à ré no carro, ainda bateu no carro do sobrinho. Na saída, narra a ocorrência, Edvaldo disse que "iria em sua residência buscar um revólver para resolver o problema".

 

 

Facada

 

 

Minutos depois, Edvaldo voltou à residência do sobrinho. Desta vez, na companhia dos dois filhos: Linneker Santos de Paula, de 24 anos, e Marcos Vinícius Santos de Paula, de 20.

 

 

O registro menciona que Marcos Vinícius estava armado com uma faca e desferiu o golpe que matou Dener. Em seguida, os três fugiram do local e não foram localizados desde então. Eles são procurados pela polícia.

 

 

O delegado responsável pelo caso, Agnaldo Coelho, disse que que "a princípio", o post teria provocado a briga que culminou na morte, mas que ainda está averiguando o caso.

Fonte: G1

Comentários