Celeridade: Fávero recorre à bancada federal para destravar recurso para MT

Investimentos para obras e equipamentos, oriundo dos convênios das ações ‘Infraestrutura’ e ‘Programa Terra Sol’ não foram cancelados, mas suspensos temporariamente, afirma representante do Incra regional

Procurado pelo deputado estadual Silvio Fávero (PSL) para dar informações sobre recursos de quase R$ 25 milhões, supostamente retirados da conta do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra-MT), Ivanildo Teixeira, representante do órgão regional, negou e assegurou que o montante está temporariamente suspenso para análise dos processos, por técnicos do Incra Nacional.

A suspensão do recurso, fez com que o deputado encaminhasse ofício à bancada federal de Mato Grosso, para que os representantes no Congresso Nacional cobre celeridade do Incra. “Cada processo é um caso e serão analisados separadamente. Alguns recursos voltaram por falta de documentação, por exemplo, disse Teixeira, conhecido também como Paulista. Ele que é funcionário de carreira do Incra há 30 anos.

O assunto envolvendo 35 convênios celebrados em 2017 foi parar no Plenário da Assembleia Legislativa, na manhã da última quinta-feira (04). No discurso de um dos colegas de parlamento de Fávero, a informação de que o recurso não retornaria ao estado.

“Imediatamente liguei para o representante do órgão em Mato Grosso e ainda durante a sessão esclareci que havia sido suspenso e não cancelado, mas preocupa de toda forma, porque dinheiro parado não resolve problema de ninguém e as prefeituras estão vivendo dias difíceis devido à crise econômica e quem paga o preço é a zona rural”,  destacou Fávero.

 Por Joelma Pontes / Assessoria de Imprensa
- Publicidade -

Comentar esta matéria

Por favor, faça seu comentário
Seu nome

*

code